Soluções práticas com piso elevado

PDF
Imprimir
E-mail
Qui, 17 de Novembro de 2011 16:04

Fonte: Forum da Construção

Por Alexandre Fracchetta

Nas soluções de instalações de infraestrutura, cabeamento elétrico, dados e voz a forma mais prática são as soluções com piso elevado. Muito utilizado em áreas de escritórios e operacionais e em data centers permitem além de uma grande mobilidade na questão de mudanças de lay out das instalações assim como organizar de forma padronizada todo um sistema de cabos de rede, circuitos elétricos ou até mesmo instalações hidráulicas que se façam necessárias nestes ambientes.

 


Quanto ao acabamento eles permitem aplicação de placas de carpete, removíveis com facilidade ou mesmo placas já com o próprio acabamento e de acordo com o ambiente em questão.

Ainda podemos encontrar outros tipos de piso elevado para áreas externas constituído em placas de granito ou mesmo com placas perfuradas utilizadas para retorno de ar em salas de equipamentos e laboratórios onde existe circulação de ar por baixo do piso.

Dando um enfoque maior na área de cabeamento elétrico, podemos elaborar projetos tendo a parte de fiação sob o piso composto com caixas de tomadas elétricas e pontos de rede instalado nas placas que compõe o piso.

O tipo mais usual de piso é composto por placas e sustentado por pedestais ajustáveis na sua altura, como na ilustração a seguir este tipo de piso permite uma maior mobilidade na questão de alterações de lay out, pois o remanejamento das caixas de tomadas se torna muito simples com a remoção das placas em que estão instaladas.


Importante falar também do peso que estes tipos de piso sustentam, na sua maioria está em torno de 500 kg / m2. Para este tipo de sustentação o piso deve apresentar bom nivelamento do contra piso e homogeneidade em sua extensão, para um perfeito acabamento e encaixe das placas evitando também desníveis que podem acarretar um ruído incomodo ao pisar no mesmo.

Embora essa idéia possa parecer recente , mas ela surgiu na década de 50 e se popularizou com a crescente implantação de áreas de processamento de dados na década de 80. São estruturas versáteis , mas acarretam uma série de cuidados em termos de manutenção e instalação.

Mais recentemente foi desenvolvido o piso  monolítico, um pouco menos versátil com relação ás mudanças de lay out , porém menos crítico ao desgaste e manutenção . Ele é aplicado através de uma forma em PVC e após preenchido com uma massa formara o piso . Sua resistência á cargas está em torno de 5000kgf /m2, para uma carga uniformemente distribuída.


As figuras anteriores mostram a forma de PVC aplicada ao piso e preenchida com a massa de superfície.

No caso da instalação das caixas elétricas de piso, faz-se um recorte nesta superfície com uma ferramenta de corte apropriada e instala-se a caixa na furação.


Exemplo de furação no piso com aplicação da caixa e o acabamento com carpete.


Vista sob o piso elevado monolítico da forma de PVC


a forma a ser preenchida com produto           o piso monolitico acabado


Desvantagens deste piso em relação ao de placas removíveis é a versatilidade na instalação e mudança das caixas elétricas. Este tipo de piso também não permite o insuflamento do ar pelo piso, que são sistemas de circulação de ar adotados em alguns ambientes. Por outro lado ele dispensa a utilização de infra estrutura com eletrocalhas ou eletrodutos para encaminhamento dos cabos elétricos e dados.

Com a aplicação também em residências de alto padrão , os dois tipos são opções e soluções para diferentes situações.

Você conhece o "Curso a distancia IBDA - SitEscola? Veja os cursos disponíveis, e colabore com o IBDA, participando, divulgando e sugerindo novos temas.

 


Última atualização ( Qui, 17 de Novembro de 2011 16:05 )